Precaução e indenização: Saiba o que fazer quando suas malas não chegam ao destino!

É incrível as companhias aéreas ainda não descobrirem um jeito de parar de perder as malas dos passageiros, em pleno ano de 2020. É algo que infelizmente não sai de moda e geralmente a história é assim:

bagagem extravio viagens

Ana havia acabado de chegar na Índia pela primeira vez, e como não sabia inglês ou o idioma local, contratou todos os pacotes antecipadamente no Brasil. Quando chegou na área de desembarque para pegar suas malas, descobriu que sua bagagem não estava naquele voo e que, para seu desespero, demoraria ao menos 48 horas para receber suas roupas, acessórios e remédios.

Se você viaja muito, ou se isso já aconteceu com você, esse breve artigo vai te passar dicas valiosas de como exigir assistência da cia aérea no momento do desembarque e qual a prova “chave” para que consiga uma indenização antes da sua próxima viagem.

A primeira coisa que deve fazer quando não encontra sua mala na esteira de bagagens (ou se percebe que a mala está quebrada ou com o zíper estourado):

  1. é se dirigir ao balcão da companhia aérea na sala de desembarque e preencher o Registro de Irregularidade de Bagagem — RIB —, onde o passageiro registrará o extravio ou danos da bagagem;

  2. Se você não fizer isso na hora, terá que fazer um B.O na polícia, o que pode te custar muito tempo

  3. Guarde sempre o comprovante de despacho das suas malas!

Na maioria das vezes, a mala não é encontrada logo nas primeiras horas!

Caso isso ocorra, saiba que você pode exigir dinheiro imediatamente para comprar itens de primeira necessidade (o valor varia de acordo com a rota e com a empresa, mas algo em torno de US$ 150 em voos para o exterior ou R$ 380 no Brasil).

Se a companhia aérea se negar, guarde todos os comprovantes para que possa ser reembolsado integralmente por todas as despesas causadas por esse inconveniente.

Caso sinta falta de algo valioso, ou caso eles não encontrem a sua mala, você deve entrar com uma ação judicial para recuperar o prejuízo, portanto, é uma boa ideia guardar as notas/recibos de presentes e/ou tirar foto da mala antes de fechá-la.

Pronto! Agora você já sabe como se prevenir e quais serão as provas que vão possibilitar que você recupere o valor perdido e ainda consiga uma indenização de até R$ 10.000,00 (dez mil reais), por danos morais, por todo estresse e como forma de punir o descaso com o consumidor.

viagem janela do avião

Fique atento! Não aceite acordos, sem escutar um advogado especialista, as companhias aéreas nunca irão oferecer o dano moral, que é reconhecido pela maioria dos juízes, pois assim fica mais barato para a empresa e elas podem continuar com suas negligências e descasos.

Caso já tenha acontecido nos últimos 2 anos, você ainda pode entrar com uma ação indenizatória recuperar o prejuízo, planejar outra viagem ou ensinar para as empresas aéreas que não se pode tratar o consumidor com descaso, como números.

Por isso, clique no botão verde do whats app para entrar em contato com nosso especialista em direito do passageiro, que vai te atender de forma personalizada, com atendimento em horário flexível, de forma remota (telefone ou vídeo) e sem compromisso, para tirar dúvidas, a angustia e o sentimento de impotência que as grandes empresas fazem os consumidores passarem.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *